DICAS

 

Os  cinco critérios que devem ser considerados no momento da compra

1º PASSO - BELEZA
Identifique as formas e cores que mais a atraem. Tons e perfumes fortes são mais comuns entre as orquídeas híbridas. Há desde as pequenas ou micros, com as flores de 5 milímetros até as grandes com mais de 20 centímetros.

2º PASSO - HABITAT
Investigue o ambiente natural da planta que voce elegeu. Algumas se adaptam bem a apartamentos, com luz indireta, como a espécie Phalaenopsis. Outras pedem muita luz, como as Catleias.

3º PASSO - REGAS
As orquídeas gostam de regas moderadas, de uma a três vezes por semana, de acordo com o clima e com a espécie. Fora de seu habitat, precisam de adubos periódicos, que podem ser químicos ou orgânicos.

4º PASSO - MEIOS DE CULTIVO
A casca de pinus, fibra de casca de coco, carvão vegetal e até um musgo especial, o Sphagno. Cada espécie de orquídea costuma se adaptara mais de um meio de cultivo. E cada um deles tem uma rega diferente. Importante: o xaxim está proibido pelo Ibama.

5º PASSO - PREÇO
Muita variação. O preço tem a ver com a dificuldade de cultivo, raridade e beleza. Mudas populares podem custar R$ 7,00 e as flores mais raras chegam a R$ 50.000,00.


A ARTE DE CUIDAR DE ORQUÍDEAS

Para cuidar as orquídeas existem três tipos de ambientes climáticos ideais para as orquídeas.
1º - de 20 a 30 graus
2
º - de 18 a 30 graus
3
º - de 14 a 20 graus
As Cattleyas, por exemplo podem ser cultivadas em ambientes de 20 a 30 graus.

 

AS ORQUÍDEAS E AS ESTAÇÕES DO ANO

Existem orquídeas que somente florescem no verão, outras no inverno, outras no outono e outras somente na primavera.
OUTONO - As Cattleyas, Demdrobium e os Oncídiuns possuem mais facilidades de floração.
INVERNO - Apenas alguns tipos de orquídeas florescem no inverno, poisa maioria preparam para dar a flor na primavera.
PRIMAVERA - Praticamente todas as espécies.
VERÃO - Qualquer espécie pode florir, dependendo do estado da planta.

 

APROVEITANDO AS ESTAÇÕES PARA FAZER BOM CULTIVO

PRIMAVERA  - Mudar de lugar - Matar fungo e adubar.
VERÃO -  No verão o ataque dos fungos cresce, por isso o cuidado deve ser redobrado no sentido de controlar os funfos. - Aguar em abundância - Adubar somente com as temperaturas inferiores a 20 graus.
OUTONO - As Phalanoblis podem ser trocadas de vaso. Elas não fostam de temperaturas frias pois queimam as folhas. - Adubar somente com Ph - Não usar o N (nitrogênio) nesse período.
INVERNO  - Nenhuma atividade.

 

DICAS IMPORTANTES

 

DICAS ÚTEIS

1 - não plantar orquídeas pequenas em vasos grandes, excesso de xaxim, etc., pois podem sufocar orquídeas de raízes aéreas.

  1- não expor orquídeas ao sol frontal.
2 - não regar em excesso, o excesso de água pode matar a planta, assim como a falta de água.   2 - não deixar o vaso sobre um prato com água, pois as raízes apodrecem com muita água.

3 - não adubar com qualquer tipo de adubo, procurar usar somente adubo específico.

  3 - não adubar muito, adubo demais mata a planta. Evitar aguar no meio dia.

4 - não transplantar nem plantar em profundidade, plante sempre no raso.

  4 - se a orquídea estiver florindo, deixá-la em ambiente um pouco fechado, se não tiver flor deixe-a em ambiente aberto.
5 - Aguar prefencialmente de manhã e de noite.   5 - só regue a orquídea se ela estiver seca, por isso não é necessária aguar todos os dias. As variedades mais fáceis de cuidar são as Oncidium e as Dendrobium.